Embaixada da Suiça comemora o Bicentenário do Brasil em Brasília

No dia 07 de julho a Embaixada da Suíça no Brasil recebeu convidados suíços e brasileiros para celebrar a sua data nacional no ano do Bicentenário do Brasil. Na ocasião, foi inaugurada a exposição “Brasil + Suíça: 200 anos juntos”.


A exposição mostrou , além de contribuições significativas para o Brasil, exemplos da forte cooperação entre os dois países.Entre as personalidades destacadas, estavam presentes no evento Ernst Götsch, cientista e agricultor, pai da agricultura sintrópica, e o casal Adriana e Alberto Eisenhardt fundadores da ” Associação Casa dos Curumins “, que desenvolvem projetos sociais no distritode Pedreira na grande São Paulo e também marcaram presenca.




A exposição mostrou , além de contribuições significativas para o Brasil, exemplos da forte cooperação entre os dois países.Entre as personalidades destacadas, estavam presentes no evento Ernst Götsch, cientista e agricultor, pai da agricultura sintrópica, e o casal Adriana e Alberto Eisenhardt fundadores da ” Associação Casa dos Curumins “, que desenvolvem projetos sociais no distritode Pedreira na grande São Paulo e também marcaram presenca.






A Banda dos Curumins, fruto do projeto “Casa dos Curumins “, animou a festa apresentando no palco, especialmente criado para a ocasião, um espetáculo musical vibrante. A banda possui um vasto repertório com releituras de clássicos brasileiros e outras canções autorais. O grupo em breve participará do Festival de Jazz de Lugano.

A atracão gastronômica foi o famoso queijo raclete suíço, servido com batatas assadas e na entrada da festa um stand do chocolate da marca Lindt presenteando os convidados.



No discurso proferido em português perfeito, o Embaixador Pietro Lazzeri falou da importância das relacões entre a Suíça e o Brasil e disse que se sente uma brasiliense candango por gostar muito de Brasília e do Brasil em geral. O público presente gostou muito da simpatia do diplomata.