Finlândia é o país mais feliz do mundo

Relatório Mundial da ONU classifica a felicidade global em mais de 150 nações ao redor do mundo; Finlândia foi eleito o país mais feliz do mundo


Com o mundo em estado de turbulência, precisamos de boas notícias. A ONU (Organização das Nações Unidas) lançou a 10ª edição do Relatório Anual da Felicidade no Mundo — apenas alguns dias antes do Dia Internacional da Felicidade, comemorado amanhã (20). Pelo quinto ano consecutivo, a Finlândia foi escolhida como o país mais feliz do mundo, com a Dinamarca em segundo lugar, seguida por Islândia, Suíça e Holanda. [O Brasil aparece em 38º lugar]



O Relatório Mundial da Felicidade, que classifica a felicidade global em mais de 150 países ao redor do mundo, é divulgado todos os anos pela Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. Os estatísticos baseiam o ranking em dados da Gallup World Poll e vários outros fatores, incluindo níveis de PIB e expectativa de vida.

Com o mundo entrando no terceiro ano da pandemia, o relatório tem três áreas de foco em 2022: olhar para o passado; observar como as pessoas e os países estão se saindo diante da Covid-19; e olhar para frente para como a ciência do bem-estar provavelmente evoluirá no futuro.

A boa notícia é: o relatório deste ano encontrou um crescimento mundial notável em todos os três atos de bondade monitorados na pesquisa. “Ajudar estranhos, voluntariado e doações em 2021 aumentaram fortemente em todas as partes do mundo, atingindo níveis quase 25% acima do período pré-pandemia”, diz John Helliwell, professor da Universidade da Colúmbia Britânica e editor do World Happiness Report.

Algumas outras boas notícias, apesar da pandemia: “As emoções positivas como um todo permaneceram duas vezes mais frequentes que as negativas”, diz Helliwell.

De acordo com o relatório, ainda há muita consistência ano a ano na forma como as pessoas avaliam suas vidas nos países mais bem classificados. Então, onde outros países caíram na lista este ano? No relatório de 2022, os EUA ficaram em 16º lugar. Já o Canadá, no número 15. A França alcançou sua classificação mais alta até hoje, no número 20.



Além dos países mais felizes do mundo, o relatório também analisou os lugares onde as pessoas estão mais tristes. O Afeganistão foi classificado como o país mais infeliz do mundo, com Líbano, Zimbábue, Ruanda e Botsuana completando os cinco piores.

O que faz a Finlândia tão feliz? “As pesquisas mostram que a alta classificação nessas pesquisas não é tanto sobre cultura. É mais sobre como as instituições de um país cuidam de seu povo – isso leva a classificações mais altas de satisfação com a vida”, diz Frank Martela, especialista da Aalto University, filósofo e autor do livro “A Wonderful Life – Insights on Finding a Meaningful Experience” (sem edição em português).

De acordo com outros especialistas da Aalto University, com sede em Helsinque, outros fatores que contribuem para o sucesso deste pequeno país incluem planejamento urbano inteligente, acesso a espaços verdes para reduzir o estresse e promover a atividade física, um sistema eficaz de tributação progressiva e fortes sistemas de saúde e educação.

Curiosamente, a Finlândia faz fronteira com a Rússia, marcando uma realidade sombria em tempos de guerra: o país mais feliz ao lado de um dos mais infelizes. A Rússia ficou em 80º lugar na lista.


Os 20 países mais felizes do mundo em 2022 são:

  1. Finlândia

  2. Dinamarca

  3. Islândia

  4. Suíça

  5. Holanda

  6. Luxemburgo

  7. Suécia

  8. Noruega

  9. Israel

  10. Nova Zelândia

  11. Áustria

  12. Austrália

  13. Irlanda

  14. Alemanha

  15. Canadá

  16. Estados Unidos

  17. Reino Unido

  18. República Checa

  19. Bélgica

  20. França