Indonésia, uma país incrível

Os cenários de praias, florestas tropicais, cachoeiras e montanhas são de encher os olhos a todos que viajam até a Indonésia.


Localizada no sudeste asiático, o arquipélago de clima quente, composto por mais de 17.000 ilhas, se destaca também pela hospitalidade de seu povo, danças excêntricas e pela riqueza de cultos das religiões que influenciam a região, como o hinduísmo e o islamismo. Arroz, peixes, coco e muitas especiarias são alguns dos principais ingredientes da exótica culinária local. Situada na ilha de Java, a capital Jacarta tem um trânsito caótico e combina o estilo de uma grande cidade com seus arranha-céus com um lado mais antigo e de moradias humildes e tradicionais. Embora tenha problemas estruturais, o Museu Nacional da cidade guarda verdadeiros tesouros de sua cultura. Paradisíaca, Bali é parada obrigatória para aproveitar e aprecias suas águas quentes azuis ou esverdeadas que arrancam suspiros dos visitantes e os convida à prática de esportes náuticos e relaxantes e banhos de sol. Cercada por formações vulcânicas, Sumatra também possui paisagens com bosques extraordinários. Ali, vale ainda conhecer os templos, em especial a esplêndida Mesquita Mesjid Ray, uma das maiores da Indonésia, localizada na cidade de Medan.


COMO CHEGAR

Não existem voos diretos do Brasil para a Indonésia. As principais rotas de viagem são por Frankfurt, na Alemanha, Amsterdam, na Holanda, ou Istambul, na Turquia. Todas as rotas aterrissam em Jacarta, a capital da Indonésia.

Informações ao viajante

Línguas: bahasa indonésio Moeda: Rupia indonésia Visto: É necessário. Informações no site da embaixada

Embaixada oficial no Brasil: SES Avenida das Naçoes Quadra 805, Lote 20, Brasília-DF CEP 70479-900 (55-61) 3443-8800, 3443-1788

brasilia.kbri@kemlu.go.id https://kemlu.go.id/brasilia/lc


O templo budista de Borobodur, próximo a Yogyakarta, foi construído no século 9. Em seus terraços se encontram 72 pagodes de pedra, cada um contendo uma imagem de Buda. Esquecido por séculos, foi redescoberto no século 19 e posteriormente declardo patrimônio da humanidade (Thinkstock)

Gili Meno é uma pequena ilha a noroeste de Lombok, no estreito de Bali. Sem fontes naturais de água, sua população é altamente dependente do turismo (Thinkstock)

Fortemente influenciada pela cultura hindu-javanesa, as artes manuais de Bali floresceram no século 20. Com o crescente mercado exportador, os produtos da ilha hoje decoram não só templos e hotéis locais, mas também restaurantes e casas ao redor do mundo (Thinkstock)

Com milhares de ilhas, centenas de etnias e idiomas, a Indonésia é um país razoavelmente uniforme quando o assunto é religião, com mais de 80% da população se autodenominando muçulmana. Bali é uma exceção, contando com uma maioria hindu, que prepara oferendas e participa de diversos festivais religiosos ao longo do ano (Thinkstock)

Nas múltiplas plataformas de Borobodur encontram-se estátuas e relevos finamente esculpidos na rocha. As narrativas contam a vida do príncipe Sidharta, a lei do Karma, entre outras histórias (Thinkstock)

Não existe uma gastronomia indonésia única, tal a diversidade étnica e geográfica das ilhas. No entanto, predominam ora pratos vegetarianos, ora pratos à base de frutos do mar, quase sempre muito bem apresentados e nem sempre tão condimentados como os econtrados na Indonésia. Mas, é claro, há sempre exceções (Thinkstock)

Com 3676 metros de altitude, o Monte Semeru é o ponto culminante da ilha de Java, na Indonésia e está em constante atividade vulcânica. Sua última grande erupção ocorreu em 2011 (Thinkstock)

A Indonésia é um dos destinos mais procurados para os amantes das grandes ondas. G-Land (Grajagan), em Java Oriental, é considerada por muitos uma das melhores esquerdas do planeta e é muito popular por sua proximidade com Bali. Já Mentawai, em Sumatra ocidental, possui swells variados e exige proteção para as eventuais quedas sobre as bancadas (Thinkstock)

O menor de todos de sua espécie, o tigre de sumatra (Panthera tigris sumatrae) hoje sobrevive com uma população de apenas algumas centenas de exemplares. Seus primos indonésios, os tigres de Java e Bali, foram extintos recentemente, no século 20 (tom brakefield)

Como se não bastassem o clima relaxante e as belas praias, Bali possui uma escola de massagem baseada em movimentos vigorosos e óleos revigorantes. Boa parte dos hotéis possuem acordos com spas e essa é uma experiência que vale cada centavo (Thinkstock)

O arroz é parte fundamental da alimentação dos indonésios e cada centímetro de terra é utilizado para plantá-los em terraços alagados, como aqui, em Bali (Thinkstock)

As falésias verticais da penínsual de Bukit, no sudoeste de Bali, são o lar de simpáticos macacos que vivem no entorno do templo Uluwatu. Apesar da cara séria desse exemplar, eles são conhecidos por surrupiar os pertences dos turistas incautos (Thinkstock)

Localizado na ilha de Java, Borobodur é um dos poucos traços da dominante religião budista na Indonésia. Hoje predominantemente muçulmano, com minorias cristãs e hindus, o país possui poucos budistas quando comparado a seus vizinhos do sudeste asiático (Thinkstock)

Os dragões de komodo habitam diversas pequenas ilhas da Indonésia, notadamente Komodo, no centro do arquipélago. Carnívoros ferozes, velozes e com uma saliva infestada de bactérias nocivas, são considerados os maiores lagartos da Terra (Thinkstock)

Os pequenos templos hindus em um promontório em Lombok, Pura Batu Bolong, são um dos muitos passeios possíveis a partir de Bali (Thinkstock)

O templo hindu Pura Ulu Danu Bratan, no lago Bratan de Bali, é dedicado ao deus Shiva e foi construído no século 17 (Thinkstock)

Centro da vida social do povo Toraja, em Sulawesi, os tongkonans são edificações construídas sobre pilares e possuem seus característicos telhados de bambu. Antes reservadas para a aristocracia, com o passar dos anos famílias comuns, mas abastadas, passaram a construí-las para seu uso (Thinkstock)

Mais populoso país islâmico do planeta, a Indonésia possui um forte elemento hindu em locais como Bali. Aqui, a maioria da população venera os deuses indianos, como Ganesh, patrono da sabedoria, artes e ciências (Thinkstock)

O café de Java é quase um sinônimo da bebida mundo afora. As primeiras sementes chegaram com os navios da Companhia Holandesa das Índias Orientais, por volta do século 17 (Thinkstock)

O oragontango (gênero Pongo) é o maior primata asiático e habita as florestas tropicais de Bornéu e Sumatra, entre Indonésia e Malásia. Sua pelagem fulvo-avermelhada e seu jeito bonachão contribuem para sua singularidade. Hoje a espécie está fortemente ameaçada pela destruição de seu habitat, liderada por plantações de palma que alimentam a indústria de cosméticos e alimentos (Anup Shah)

A sudeste de Bali encontra-se a ilha de Nusa Lembogan. Sua riquíssima natureza espelha-se tanto na superfície, em seus extensos manguezais, como no mar, lar de mais de 200 espécies de corais e cerca de 500 tipos diferentes de outros animais aquáticos (Thinkstock)

O Parque Nacional de Komodo foi criado para proteger seu mais ilustre habitante, o dragão-de-komodo, o maior lagarto do planeta. A região foi listada como patrimônio da humanidade pela Unesco (Thinkstock)

Vulcão Kelimutu, na Ilha Flores (Neils-Photography/Flickr/Creative-Commons)