Rock in Rio 2022: Ingressos esgotados para a maior e melhor edição do Rock in Rio de todos os tempos

Depois de esgotar 6 dias em menos de 5 horas, dia 2 de setembro, último dia ainda disponível para compra, acaba de ter a venda encerrada



O Rock in Rio do reencontro está com os ingressos esgotados para todos os dias. Nesta edição do maior festival de música e entretenimento do mundo, 700 mil pessoas vão desfrutar das atrações da Cidade do Rock que contará com 16 espaços de atrações, entre elas Espaço Favela, New Dance Order, NAVE, Uirapuru, GamePlay Arena, Rock District, Rock Street, Supernova e Rota 85. O grande interesse confirmou a enorme ansiedade do público em estar de volta a Cidade do Rock. O festival está marcado para os dias 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de setembro.

Os primeiros ingressos a esgotarem foram para o dia 4 de setembro, que tem Justin Bieber como headliner do Palco Mundo, em tempo recorde de 12 minutos. Em seguida, foi a vez de Coldplay, em 27 minutos, Post Malone, em 59 minutos, Dua Lipa, em 1h04, Green Day, em 1h44, e Guns n’ Roses em 4h45. Já nesta terça-feira, foram esgotados os últimos ingressos disponíveis para o dia 2 de setembro, que tem IRON MAIDEN como principal atração. O esgotamento dos dias em pouco tempo fez com que o público se dividisse entre as datas. O sucesso de bilheteria não se restringe ao tempo das vendas, mas também ao volume de pessoas simultâneas no site da Ingresso.com (parceiro oficial da venda de bilhetes do festival) no primeiro dia da venda.

Em pouco mais de 40 minutos após a abertura foram registradas cerca de 1 milhão de pessoas em busca do tão sonhado lugar no festival.

E se esse dado pode, por alguma razão, parecer pequeno, informações dos organizadores mostram que o ticket médio de compra é de dois ingressos por pessoa. Isso quer dizer que, se o Rock in Rio tivesse naquele momento 2 milhões de ingressos disponíveis para venda, teria abastecido quase três Cidades do Rock de fãs ávidos pela experiência que o maior festival de música e entretenimento do mundo proporciona.



"Não estamos falando apenas de música, mas de volta à vida, de paixão, de reencontro. A vida é muito melhor ao vivo. Não me canso de dizer isso. E as pessoas urgem por este momento. Se a abertura de portas do Rock in Rio já era emblemática para nós, da organização, e para os fãs, que são recebidos de braços abertos e aplaudidos, em 2022 a emoção não caberá no nosso peito. Será uma explosão de felicidade que já pode ser percebida desde já. Muito obrigado aos fãs que dedicaram tempo para estar conosco nesta que será a maior e melhor edição de todas", afirma Roberto Medina, presidente do Rock in Rio.


O festival também atravessou fronteiras e cruzou o oceano. Fãs de todos os estados brasileiros e de outros 31 países, como Canadá, Estados Unidos, Israel, Chile, Inglaterra e Alemanha também adquiram seus ingressos para a maior e melhor edição do Rock in Rio de todos os tempos. “Hoje são milhares de pessoas que acreditam no sonho do Rock in Rio e sonham junto conosco. É por elas que, a cada edição, queremos fazer mais e melhor”, finaliza Medina.




Sobre o Rock in Rio

O Rock in Rio foi criado para dar voz a uma geração e promover experiências únicas e inovadoras. Em 1985, o evento foi responsável por colocar o Brasil na rota de shows internacionais. Batendo recordes de público a cada edição e gerando impactos positivos nos países onde é realizado, se consagrou como o maior festival de música e entretenimento do mundo. Consciente do poder disseminador da marca, hoje o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável.

A internacionalização da marca começou por Portugal, Lisboa, em 2004, onde o evento acontece até hoje, seguido por Espanha (Madri) e pelos Estados Unidos (Las Vegas). No Rock in Rio, os números não param de crescer. Pelas Cidades do Rock já passaram mais de 10 milhões de visitantes nestas 20 edições. Em 37 anos, o festival ganhou o mundo e tornou-se um verdadeiro parque de experiências, mas muito além disso, cresceu e ampliou a sua atuação, sempre com o olhar no futuro.

Adotando e incentivando práticas que apoiam o coletivo, o Rock in Rio preza pela construção de um mundo melhor e se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 - Eventos Sustentáveis. Desde a primeira edição, já gerou 237 mil empregos diretos e indiretos e investiu, junto com seus parceiros, mais de R$ 110 milhões em diferentes projetos, passando por temas como sustentabilidade, educação, música, florestas, entre outros.